Desmistificando a exodontia

Desmistificar a exodontia significa desvendar as dificuldades que a técnica apresenta, relatando os tempos cirúrgicos passo a passo para que sirva de guia ao clínico veterinário que desejar realizá-la. Assim, duas vias para a realização da exodontia serão descritas: a via alveolar e a extra-alveolar. A aplicação de uma ou de outra técnica vai depender das condições dento-alveolares, das condições gerais do paciente, da ocorrência de complicações durante a exodontia (como fratura radicular, processos de anquilose) e dos recursos disponíveis para a realização dos procedimentos. Em geral, a via alveolar é preferencialmente utilizada, já que há menor trauma aos tecidos periodontais. Entretanto, pode demandar maior tempo pela dificuldade em se remover raízes fraturadas ou anquilosadas. Nestas condições ou em casos de raízes muito finas e longas como as dos dentes caninos decíduos, a via extra-alveolar pode ser requerida. Ambas, quando realizadas de forma correta, trazem bons resultados e ótima recuperação ao paciente. O presente artigo visa, portanto, a apresentação dos instrumentais necessários e das duas técnicas utilizadas para a realização do procedimento com segurança e qualidade.

 

Baixar o artigo em PDF


Deixe uma resposta