Como melhorar a analgesia no trans-operatório em tratamentos odontológicos de cães e gatos

A dor e suas consequências fisiológicas vêm sendo amplamente discutidas e estudadas nos últimos anos, e essa preocupação também faz parte da rotina odontológica. A anestesia geral possibilita o trabalho na cavidade oral sem riscos para o médico veterinário, além de bloquear os estímulos dolorosos (dependendo da qualidade anestésica). Com a associação da anestesia local, aumenta-se a eficiência analgésica durante o procedimento cirúrgico e no pós-operatório, reduz-se o consumo do anestésico geral e há mais segurança para o paciente, além de favorecer uma rápida recuperação da consciência. Esses benefícios favorecem um rápido restabelecimento, por manter o consumo hídrico e alimentar. As técnicas são facilmente realizadas e praticamente não oferecem riscos, quando bem utilizadas. Este artigo revisa as técnicas de anestesia local mais utilizadas na odontologia veterinária, como as terminais (tópica e infiltrativa) e os bloqueios regionais, assim como os anestésicos que podem ser utilizados nesses procedimentos.

Baixar o artigo em PDF


Deixe uma resposta