Endodontia Veterinária

ENDODONTIA VETERINÁRIA
É a área da Odontologia veterinária que cuida da saúde interna do dente, ou seja, da polpa dentária e dos canais radiculares
 

O QUE SIGNIFICA “TRATAMENTO DE CANAL EM CÃO E GATO”?

O tratamento de canal (ou endodôntico) consiste no tratamento da polpa dentária e visa a permanência do dente afetado, ao invés da sua extração. É indicado quando ocorre contaminação dos tecidos vivos (vasos e nervos) que estão presentes na porção interna dos dentes, seja por fratura dentária com exposição da polpa, traumas que levam a inflamação aguda e morte pulpar, lesões periodontais graves, entre outras causas.

Dependendo da lesão e grau de contaminação da polpa dentária, pode-se removê-la parcialmente (pulpotomia ou pulpectomia parcial) ou completamente (pulpectomia total) com uso de limas endodônticas, que removem estes tecidos contaminados. É realizada a desinfecção da câmara pulpar e canais radiculares, seguida da obturação e, por fim, a restauração da coroa.

Confira abaixo alguns uma sequência de tratamento de canal em cão:


Acesso aos canais radiculares do primeiro molar inferior de um cão com limas endodônticas, remoção dos tecidos contaminados de dentro dos canais radiculares e desinfecção.


Cones de gutta percha para obturação e a restauração da coroa com resina composta. Rx intra-oral dos canais tratados.

TRATAMENTO DE CANAL EM INCISIVO DE CÃO:


Acesso e desinfecção do canal radicular, cone de gutta percha para obturação e Rx intra-oral do canal tratado.

 

TRATAMENTO DE CANAL EM DENTES CANINOS SUPERIORES DE GATO

canal_gato1                           canal_gato2 canal_gato3                    canal_gato4

Acima, acesso e desinfecção dos canais radiculares: pode-se avaliar a quantidade de tecido necrosado retirado pela lima endodôntica. Abaixo, a restauração com resina composta fotopolimerizável e a completa obturação dos canais com cimento endodôntico e cones de gutta percha.