Doenças das Glândulas Salivares

SIALOCELE (MUCOCELE) EM CÃO E GATO

As glândulas salivares em cães e gatos podem causar desconforto ao paciente quando, seja por processos obstrutivos, neoplásicos ou inflamatórios, levam à coleção de saliva em regiões próximas da glândula afetada.

Existem glândulas salivares maiores e menores, que drenam saliva para dentro da boca. A saliva, por sua vez, possui funções de proteção da mucosa, manter a umidade bucal, facilitar a deglutição e digestão do alimento, além de ter um papel importante na defesa contra microorganismos orais pela alta concentração de imunoglobulinas.

As glândulas salivares maiores são as comumente envolvidas em casos de mucocele (coleção de mucosalivar). Dependendo da glândula afetada, a mucocele ocorrerá em diferentes regiões como região cervical (pelo envolvimento da glândula salivar mandibular), sublingual (mucocele sublingual), faringeana (porção rostral da glândula sublingual) ou abaixo do olho (glândula zigomática) (figura 1).

m_esquema_glandula_cao1
Figura 1: representação esquemática das glândulas salivares em cão.

    Uma simples punção da coleção salivar pode fechar o diagnóstico, caracterizada pela coloração e viscosidade da saliva. O tratamento consiste, em geral, na retirada da glândula afetada.

m_foto_mucocele m_foto_glandula_mandibular
À esquerda, mucocele em região cervical em cão e à direita, a remoção da glândula salivar mandibular responsável pela mucocele.